Contato – Carl Sagan (09/2016)

Carl Sagan - ContatoCada vez que eu conheço uma nova obra do Carl Sagan eu fico mais convencido de que ele foi um dos grandes gênios do século XX. Em “Contato” ele se aventura em um romance, mas é claro que vindo do Sagan, mesmo um romance teria que ter ciência como pano de fundo.

O livro conta a estória de Ellie Arroway, uma radioastrônoma que tem como alvo a Pesquisa de Inteligência Extraterrestre. O livro inicia-se contando a infância e a adolescência da pequena Ellie, que desde cedo tem uma curiosidade natural para tentar entender os fenômenos naturais e as invenções humanas e, como todo curioso,  usa todo o seu ceticismo para questionar o por que das coisas (e neste caminho, encontra muita resistência de pessoas acostumadas com respostas simples, inclusive seus professores).

Nesta parte do livro ele frisa o quão importante é a curiosidade de uma criança, que muitas vezes é tolhida pela falta de paciência dos adultos, e também a importância de se questionar tudo, mas principalmente autoridades (a velha falácia do apelo à autoridade!).

Já na idade adulta e enquanto gerenciava um projeto de radioastronomia que vasculha o universo à procura de algum sinal alienígena, Ellie se depara com um sinal que pode ser uma mensagem de vida inteligente. A confirmação de que o sinal não é algo aleatório e que reamente continha uma Mensagem de seres de outros planetas desperta um frenesi mundial que viria a mudar o mundo como conhecemos (ou como era conhecido à época em que o livro foi escrito). Não vou entrar em detalhes do desenrolar da estória em sí, mas apenas frisar que, durante todo o texto ele coloca termos científicos que despertam o interesse dos mais habituados enquanto não torna a leitura algo complexa para quem não tem tanto interesse em ciência (no máximo basta interpretar os termos científicos como “invenções” do autor afim de realçar a estória).

O livro termina com uma teoria da conspiração digna dos episódios de Arquivo X, não sem antes passar por temas como política, religião, comportamento humano e inclusive relações pessoais (de Ellie com sua mãe e com seu padrasto).

Um ponto importante a se frisar é que, como um cientista e, consequentemente um cético, o Carl Sagan não “acreditava” na possibilidade de vida extraterrestre, mas também não afirmava ser impossível, ao contrário, ele até ansiava achar algum sinal de outras civilizações. Como também não acreditava em teorias da conspiração. Um verdadeiro cético aceita as possibilidades que são passíveis de serem provadas através de métodos científicos, ou no mínimo, a melhor hipótese para explicar algo, mas sempre vai estar aberto a novos pontos de vista. Ele traz estes pontos no livro justamente para dar uma “incrementada” na estória e realçar a necessidade de existirem provas para que algo possa ser aceito como uma “verdade absoluta” (o que é bem destacado no último trecho do livro). E verdades absolutas são muito raras. Tudo é questionável.

Como tudo do Sagan, deveria ser leitura obrigatória nas escolas.

Be happy 🙂

Uma ideia sobre “Contato – Carl Sagan (09/2016)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s