Botecando #38 – Cervejaria Nacional – São Paulo – SP

Cervejaria NacionalAo contrário do vinho, que dizem que quanto mais velho melhor, a melhor cerveja é aquela tomada diretamente na cervejaria, já que a cerveja sofre a ação do tempo, da exposição a luz (por isto as garrafas, em sua grande maioria, são escuras), do chacoalhar durante o transporte, etc. Então nada melhor do que apreciar uma cerveja direto na fonte!

A Cervejaria Nacional foi o primeiro brewing bar do Brasil (ao menos pelo que eu sei), que é um conceito bastante comum na Europa e EUA, que é simplesmente a fábrica de cervejas ter um bar (ou um bar fabricar sua própria cerveja). Uma das primeiras que eu fui foi a Rock Bottom, em Phoenix, no Arizona, que infelizmente fechou, e gostei bastante da idéia.

Logo ao entrar na Cervejaria Nacional, no térreo, tem-se a visão dos tanques de fermentação. Para quem quiser conhecer como é o processo, estando no bar é só pedir para fazer uma “visita guiada” que eles te mostram como funciona (não precisa agendar nem nada).

Cervejaria Nacional 2No primeiro andar se encontra o bar propriamente dito. Um detalhe interessante é o balcão de vidro que permite que a fábrica, no andar térreo, seja visualizada do alto. No segundo andar fica o restaurante da casa, mas não cheguei a ir.

A casa oferece 5 opções de cervejas regulares: Domina (Weiss), Y-Iara (Pilsen), Mula IPA, Kurupira Ale e Sa’si Stout. Achei muito legal a idéia de usar figuras do folclore brasileiro para nomear as cervejas. Aconselho a pedir um sampler na primeira vez que for ao bar, para experimentar cada uma das cervejas regulares. No cardápio e nas paredes existem informações bem úteis sobre cada uma delas, como coloração, teor alcólico e IBU (International Biterness Unit – unidade que classifica o amargor da cerveja). Além das regulares, eles sempre contam com algumas sazonais e/ou especiais no cardápio.

Tem duas coisas que é padrão nos EUA e Europa e que eles também trouxeram para cá que eu achei bem legal. A primeira é dar água de graça para ser intercalada com as cervejas, afinal de contas, as cervejas ali são feitas para serem apreciadas, e não para se encher a cara (aliás, qualquer bebida alcólica deve ser consumida com este intuito, se alguém bebe apenar para ficar bêbado, é melhor procurar ajuda urgente). A água também serve para limpar o paladar quando você está tomando um rótulo e quer experimentar outro.

A segunda coisa são as promoções de Happy Hour: de segunda à quinta, das 17:00 as 20:00 horas e as sextas, das 17:00 as 19:00 horas você pede uma cerveja e ganha outra.

Aconselho a conhecer a casa, mesmo para aqueles que ainda não descobriram o fantástico mundo das cervejas especiais (detesto o termo “gourmet”, que atualmente serve apenas para encarecer os produtos e serviços). Ao experimentar alguma cerveja com “caráter”, talvez quem ainda não se apaixonou pelo universo cervejeiro caia de amores por esta cultura que vem a cada dia crescendo mais no Brasil.

Update: lembrei que a Cervejaria Nacional na verdade não foi o primeiro brewing pub que eu conheci. Antes dela eu conheci o Dado Bier, que ficava no Itaim, e o Santa Cerva, que ficava no Tatuapé. Mas posso dizer que a Cervejaria Nacional é o primeiro cujo foco são cervejas artesanais.

Onde: Cervejaria Nacional (Avenida Pedroso de Morais, 604 – São Paulo – SP)
Quando: 01/12/2014
Bom: tomar cerveja na fábrica (precisa de mais algum motivo?).
Ruim: não fica do lado de casa :-(.
Site: http://www.cervejarianacional.com.br/

Estas fotos já estão virando tradição!

Estas fotos já estão virando tradição!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s