Morte e Vida Severina – Joao Cabral de Melo Neto (15/2014)

Morte e Vida SeverinaEu sou um cara muito lógico e racional. Meu cérebro precisa de objetividade ou, se não é possível chegar direto ao ponto, informações suficientes para que ele conclua logicamente qual é o ponto.

Este foi o primeiro livro de poemas que eu lí e já vi que não é para mim. Meu cérebro simplesmente não consegue captar as nuances, reconhecer o sentido por detrás da poesia. Para ser sincero eu não consigo nem enxergar a beleza das palavras.

Até assisti o filme produzido pela TV Globo e, ai sim, aliado com o visual, pude captar um pouco da mensagem do livro (aproveitando: o José Dumont é um baita de um ator, lembro até do primeiro filme que eu vi com ele, chamado “O Homem Que Virou Suco“).

Mas vou me abster de dizer se o livro é bom ou não, pq eu não tenho capacidade para analisar poemas. Mas deve ser, devido aos inúmeros prêmios que já recebeu.

E fiquemos assim.

Uma ideia sobre “Morte e Vida Severina – Joao Cabral de Melo Neto (15/2014)

  1. Pingback: O Vôo dos Pombos Mancos – Luiz Sales (05/2016) | Botecoterapia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s