Dexter’s Final Cut – Jeff Lindsay (9/2014)

Dexter's Final CutO primeiro livro da série (Darkly Dreaming Dexter) foi o que deu origem à série televisiva do anti-heroi mais “amado” dos últimos tempos (talvez ele acabe perdendo o posto para o Hannibal!) e este já é o sétimo livro do serial killer que mata serial killers.

Para quem acompanhou ou pretende acompanhar o seriado, vale um esclarecimento: com exceção da primeira temporada da série, que é realmente baseada no livro (apesar de algumas diferenças, especialmente no final), os livros tomaram um rumo totalmente diferente, então, não existe problema em ler e assistir o seriado.

Além disto, existem algumas diferenças entre os personagens: no livro, o Dexter é totalmente sem sentimentos, o que faz com que ele seja mais dissimulado ao fingir os sentimentos de seres humanos normais. As piadas dele no livro também são mais ácidas e sarcásticas. Além disto, no livro, como não existe censura, não existem limites para os palavrões de sua irmã, Deb.

A descrição das cenas de crime também entram em detalhes que, se você for como eu, que monta um filme na sua cabeça, são bem fortes. No ínicio do seriado (três ou quatro primeiros capítulos), as cenas de crime eram bem explícitas também, mas creio que como começou a fazer sucesso resolveram dar uma amenizada.

O estilo de escrita do Jeff Lindsay é bem interessante e fluida e é do tipo do texto que você não consegue parar de ler. Este livro, por exemplo, que conta com 357 páginas, eu lí em 6 dias. E isto porque eu comprei a versão em inglês. Falando nisto, é um bom livro para quem quer aumentar o vocabulário e consequentemente a fluência no idioma. Sugiro adquirir as versões na língua original, já que o Dexter, que é o próprio narrador dos livros, faz umas brincadeiras com palavras, quando se refere à ele mesmo (sempre em terceira pessoa), que creio terem se perdido na tradução. Do meio do nível intermediário de Inglês para cima (B2 da tabela européia), acho já ser possível alguém conseguir ler o livro. No início dá um pouco de trabalho, mas depois de umas 100 páginas a coisa começa a fluir e a necessidade de consultar dicionário diminui bastante pois você começa a entender as palavras pelo contexto.

Neste livro, Dexter é designado para servir de conselheiro técnico para um ator que vai interpretar um perito em um seriado cujo piloto está sendo filmado em Miami. O problema é que, enquanto a equipe de filmagens está na cidade, uma série de assassinatos estranhos começam a ocorrer e Dexter, na ânsia de encontrar o serial killer (e ao mesmo tempo satisfazer seu Dark Passenger), se mete em uma encrenca que vai mudar os rumos da série literária. E que me deixou na expectativa para o próximo livro da série.

O seriado foi bem legal (bem, até a 6ª temporada, pelo menos), mas como o livro sempre foi mais interessante (pelas características do personagem, citadas acima), eu torço para que em algum momento resolvam fazer um filme ou um seriado que seja fiel ao livro.

3 ideias sobre “Dexter’s Final Cut – Jeff Lindsay (9/2014)

  1. Pingback: Dexter is Dead – Jeff Lindsay (04/2017) | Botecoterapia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s